Moda Conceitual

10:00
Hi guys!
Sei que eu andava meio sumida, mas a internet da minha casa estava completamente louca e demorou horrores pra resolver, mas agora já estou de volta.
Como já faz algum tempo que eu não posto nada sobre a minha faculdade, resolvi trazer pra vocês o que vai rolar no meu projeto esse semestre. Claro que eu ainda não vou contar o que eu vou fazer!
A proposta do projeto II é trabalhar a moda conceitual, então eu vou dar uma explicadinha pra vocês sobre o que é, e vou mostrar os designer que eu mais gosto que trabalham com esse estilo.



Bom, pra começar, vou falar um pouco sobre o que é.
A moda conceitual serve para mostrar a capacidade criativa de um designer (ou estilista). Essas peças geralmente não são vendidas nas lojas e nem fazem parte do catálogo oficial da marca. O conceito serve principalmente para atrair o olhar do público e da crítica, e principalmente agregar valor a uma marca, pois é pela coleção conceitual que se conhece a sua identidade. Um conceito é uma fantasia, uma brincadeira onde as peças apresentam exageros e delírios do designer.
Faz o espectador parar, analisar e refletir para entender, ainda que tenha um enfoque nos profissionais de moda, os destiles conceituais servem para reforçar no imaginário coletivo o posicionamento de vanguarda daquela marca. 


Quando eu penso em moda conceitual, existem três nomes que me vem a cabeça. Para mim, são os que mais representam esse estilo.

Alexander McQueen

(fall 2013 - RTW)




Comme des Garçons

(fall 2017 - RTW)



Viktor & Rolf

(fall 2017 - Couture)


O que acharam da moda conceitual?



Beijos galerinha, até a próxima!


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.